Crise imobiliária de Aracaju, Sergipe  afeta principalmente centros comerciais | Rota do Sertão

NOTÍCIAS

Crise imobiliária de Aracaju, Sergipe afeta principalmente centros comerciais

15/07/2017 23:34 O setor comercial foi o mais afetado com isso. Crise imobiliária de Aracaju, Sergipe  afeta principalmente centros comerciais

Em uma breve saída pelas ruas de Aracaju é comum ver como as placas de vende-se e aluga-se, vêm se multiplicando pelas ruas da capital sergipana. O centro e outras localidades comerciais são os mais afetados com essa crise imobiliária, que é reflexo da crise política e econômica do país. Pontos que antes eram disputados por comerciantes, hoje em dia podem chegar até 10 messes sem inquilinos.

A retração imobiliária é um reflexo da situação de instabilidade do país, o desemprego e a instabilidade financeira está afetando nas relações imobiliárias, a preferência por imóveis mais baratos e a demora encontrada pelos corretores em alugar ou vender alguns espaços é a prova disso, “Hoje em dia podemos observar, que muitas pessoas que tinham comércios maiores estão migrando e procurando locais menores e mais baratos para se instalarem. O setor comercial foi o mais afetado com isso, hoje em dia o tempo médio para se alugar um imóvel desses é cerca de 60 a 90 dias, tem alguns que passam dos 10 meses fechados”, informou o corretor imobiliário

Muitos empresários que possuíam dois espaços alugados passaram a ficar só com um ponto ou então se mudaram para espaços menores e mais baratos. Esse outro corretor Albert Giovani, informou que o poder de barganha pesa para o cliente ficar com o imóvel, “Geralmente os clientes, pedem para baixar o preço e aí nós tentamos negociar com os locatários, por isso muitos dos donos que têm clientes pagando em dias preferem até negociar facilidades e até baixar os preços para manter o inquilino”, comentou.

O Presidente do Conselho Regional de Corretores de Imóveis 16ª Região, Sérgio Sobral, reconhece a dificuldade do mercado e ressalta os esforços dos corretores para se capacitar e superar as dificuldades,  “Nós sabemos que um dos segmentos que mais sofrem com as dificuldades político-econômicas no país é o mercado imobiliário. Mas as perspectivas são de mudanças para melhor. Esperamos que a economia se estabilize e que, com trabalho e consciência, nosso setor continue se reerguendo. Em meio aos altos e baixos da economia e às mudanças políticas, o corretor de imóveis tem consciência do dinamismo do mercado e atende à necessidade que seus clientes têm de serem atendidos por profissionais munidos de conhecimento”, finalizou o presidente.  

 

 

 

Fonte: rotadosertao.com / informação Mais alo

Crédito Foto: Arquivo         

Tags: Crise, imobiliária , Aracaju, Sergipe , afeta,principalmente ,centros ,comerciais
Comentários:
    Seja o primeiro a comentar...

Mais lidas

Por causa de um gato, homem é assassinado pelo vizinho a golpes de facão Bahia 10/01/2013 14:44 Por causa de um gato, homem é assassinado pelo vizinho a golpes de facão A confusão começou porque Linaldo supostamente matou o gato da...
Novas eleições ocorrem neste domingo em 16 municípios Alagoas 04/08/2013 10:02 Novas eleições ocorrem neste domingo em 16 municípios Neste domingo (7), eleitores de 16 municípios de sete Estados...
PM evita invasão ao Fórum de Frei Paulo Sergipe 10/05/2010 10:17 PM evita invasão ao Fórum de Frei Paulo Polícia é acionada por juíza para conter invasão ao Fórum...
Operação no Sertão: Gecoc e PM prendem suposta quadrilha de assaltos a bancos Alagoas / Polícia 24/10/2013 11:35 Operação no Sertão: Gecoc e PM prendem suposta quadrilha de assaltos a bancos Indícios apontam para o envolvimento dos acusados nos assaltos contra...
Há oito anos Alagoas perdia o cantor Kara Veia Alagoas 27/03/2012 16:15 Há oito anos Alagoas perdia o cantor Kara Veia Cantor até hoje tem sua canções tocadas em emissoras de...