Tribunal de Justiça de PE nega habeas corpus para mulher e filho de médico achado morto e esquartejado em poço | Rota do Sertão

NOTÍCIAS

Tribunal de Justiça de PE nega habeas corpus para mulher e filho de médico achado morto e esquartejado em poço

07/12/2018 21:52 Segundo o TJPE, pedido para soltar Jussara Paes e Danilo Paes foi indeferido pelo presidente da 2ª Câmara Criminal, nesta quinta-feira (12). Tribunal de Justiça de PE nega habeas corpus para mulher e filho de médico achado morto e esquartejado em poço

Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) negou, nesta quinta-feira (12), o pedido para soltar a mulher e o filho do médico Denirson Paes, de 54 anos, achado morto e esquartejado em um poço em sua residência, em Aldeia, em Camaragibe, no Grande Recife, na quarta-feira (4). O habeas corpus em favor de Jussara Paes, de 54 anos, de Danilo Paes, de 23 anos, foi protocolado na quarta-feira (11).

Jussara e Danilo estão presos desde quinta-feira (5) por homicídio e ocultação de cadáver. Na terça-feira (10), a Polícia Civil divulgou que o resultado dos exames constataram que os restos mortais encontrados eram mesmo do cardiologista. 

Por meio de nota, o TJPE informou que o presidente da 2ª Câmara Criminal, desembargador Antônio de Melo e Lima, indeferiu o habeas corpus nº 508.310-3 (0002945-82.2018.8.17.0000). Ainda segundo o tribunal, os autos do processo chegaram ao gabinete do magistrado às 15h30 da quarta-feira (11).

Nesta quinta-feira (12), o advogado de defesa de Jussara e Danilo, Alexandre Felício de Oliveira, afirmou que soube da negativa do habes corpus por meio da imprensa. Ele disse que iria até o tribunal para buscar os documentos e saber os motivos alegados pelo desembargador para indeferir o pedido.

"Achei estranho o fato de a imprensa tomar conhecimento antes do advogado que impetrou o habeas corpus", declarou.

Ao protocolar o habeas corpus, na quarta (11), Alexandre Oliveira, justificou que o pedido de libertação de Jussara e Danilo se baseou da tese de que os requisitos para a prisão temporária não estão estabelecidos no mandado que foi cumprido.

Segundo o defensor, Jussara e Danilo não têm antecedentes criminais, não colocam em risco as investigações e não podem ser consideradas pessoas perigosas. “Eles poderiam ir para um imóvel de parentes e usar tornozeleira eletrônica”, afirmou Oliveira.

Coletas

Na terça-feira (10), a polícia fez nova coleta de restos mortais no poço em que o corpo do médico foi achado. Partes do cadáver da vítima, que foi esquartejado e queimado, estavam sob areia e metralhas, retiradas de um espaço da própria casa, na área externa, utilizado para armazenar carvão e material de limpeza da piscina.

Os primeiros pedaços do corpo, encontrados na quarta-feira (4) em um poço do condomínio onde o médico morava, passaram por perícia. O Instituto de Genética Forense confirmou que o material analisado é do cardiologista.

Mesmo com três coletas feitas até esta terça (10), a Polícia Civil ainda não reuniu todas as partes do corpo. As buscas continuam até que o Corpo de Bombeiros sinalize que não há mais restos humanos no poço e no entorno.

Com esse trabalho em andamento, o laudo pericial que vai apontar a causa da morte do médico também está pendente.

nvestigados

A Polícia Civil acredita que a falta de informações repassadas pela esposa e por um dos filhos da vítima, que estão presos, é algo relevante para apontar a participação dos dois no crime.

Para a corporação, não há indícios da participação de uma terceira pessoa no crime, ou seja, a participação do filho mais novo do casal seguia descartada até a terça (10).

Segundo o chefe da Polícia Civil, delegado Joselito do Amaral, ele colaborou, falando com a polícia e indicando um possível rumo das investigações.

Entenda o caso

O corpo do médico foi encontrado por volta das 14h da quarta (4), por policiais e bombeiros, em um poço do condomínio Torquato Castro, situado no Km 13 da Estrada de Aldeia. O médico morava com a família em uma das casas do local.  O Instituto de Criminalística realizou perícias com luminol para colher DNA e outros materiais que podem subsidiar as investigações. O poço onde o cadáver foi encontrado tem aproximadamente 25 metros de profundidade.

Mãe e filho foram autuados após um mandado de busca e apreensão na residência da família. Jussara foi levada à Colônia Penal Feminina do Recife e Danilo seguiu para o Centro e Observação e Triagem Professor Everardo Lula (Cotel), em Abreu e Lima, na Região Metropolitana.

 

 

Fonte:rotadosertao.com/com informação  G1 PE

 Credito Foto:  Reprodução/TV Globo

Tags: Tribunal, Justiça , PE ,habeas ,corpus, mulher , filho , médico ,morto, esquartejado , poço
Comentários:
    Seja o primeiro a comentar...

Mais lidas

Por causa de um gato, homem é assassinado pelo vizinho a golpes de facão Bahia 10/01/2013 14:44 Por causa de um gato, homem é assassinado pelo vizinho a golpes de facão A confusão começou porque Linaldo supostamente matou o gato da...
PM evita invasão ao Fórum de Frei Paulo Sergipe 10/05/2010 10:17 PM evita invasão ao Fórum de Frei Paulo Polícia é acionada por juíza para conter invasão ao Fórum...
Há oito anos Alagoas perdia o cantor Kara Veia Alagoas 27/03/2012 16:15 Há oito anos Alagoas perdia o cantor Kara Veia Cantor até hoje tem sua canções tocadas em emissoras de...
Novas eleições ocorrem neste domingo em 16 municípios Alagoas 04/08/2013 10:02 Novas eleições ocorrem neste domingo em 16 municípios Neste domingo (7), eleitores de 16 municípios de sete Estados...
Operação no Sertão: Gecoc e PM prendem suposta quadrilha de assaltos a bancos Alagoas / Polícia 24/10/2013 11:35 Operação no Sertão: Gecoc e PM prendem suposta quadrilha de assaltos a bancos Indícios apontam para o envolvimento dos acusados nos assaltos contra...