Inácio Loiola promove amplo debate para melhorias nos abatedouros de AL | Rota do Sertão

NOTÍCIAS

Inácio Loiola promove amplo debate para melhorias nos abatedouros de AL

09/04/2019 22:43 O deputado destacou como exemplo prático o caso dos marchantes do Sertão e do Agreste. Inácio Loiola promove amplo debate para melhorias nos abatedouros de AL

Atendendo a uma indicação do deputado estadual Inácio Loiola (PDT), a Casa de Tavares Bastos nessa terça-feira (03) promoveu sessão pública para debater a atual situação dos Abatedouros públicos e frigoríficos municipais, um momento importante para integrar mais uma vez a atividade dos marchantes e fateiras, onde não pode eximir o parlamento desta responsabilidade. Entre outros assuntos, foram pauta da discussão o processo de abate, fiscalização sanitária, tratamento humanitário dos animais, fechamento de abatedouros nos municípios alagoanos, cooperação técnica entre gestores municipais e governos estadual e federal.

Inácio Loiola promove amplo debate para melhorias nos abatedouros de AL

Evento contou com presença de parlamentares, prefeitos, secretários de estado e representantes da cadeia produtiva

Propositor da sessão pública, o deputado Inácio Loiola destacou como exemplo prático o caso dos marchantes do Sertão e do Agreste, impelidos a transportar animais da região para o município de Arapiraca, gerando aumento nos custos do produto por causa das despesas com fretes e outras taxas.

Inácio Loiola promove amplo debate para melhorias nos abatedouros de AL

Sessão foi proposta pelo deputado estadual Inácio Loiola

“É preciso construir meios para ajudar o elo mais fraco, que são os marchantes. É preciso que o Estado planeje e viabilize a construção de abatedouros próximos do mercado consumidor, com muita responsabilidade, para não perder os escassos recursos. A verdade é que os municípios não dispõem de condições para arcar com os custos de construção e manutenção dos abatedouros frigoríficos, pois cada planta custa cerca de R$ 12 milhões”, destacou.

Álvaro Almeida, presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Alagoas (FAEAL), fez um discurso forte em prol da instalação de abatedouros frigoríficos regionais nos municípios polos do nosso Estado.

“Há 13 anos, quanto pleiteamos a criação da Adeal (Agência de Defesa e Inspeção Agropecuária de Alagoas), pensávamos que hoje, em 2019, este problema dos abatedouros já estaria resolvido. E o que nos preocupa muito é a truculência das fiscalizações, a violência com o cidadão que produz. Tenho uma condição muito tranquila de dizer isso, pois as mesmas reclamações eu faço ao governador do Estado, de quem todos sabem que sou eleitor. Mas, neste assunto, tem que se cobrar e fazer mais. Produtores estão sendo perseguidos, abatedouros fechados, prefeituras sendo punidas a exemplo de Batalha, multada em R$ 250 mil, quando, com R$ 50 mil, o abatedouro da cidade poderia ter sido refeito e em condições para que os animais fossem abatidos”, afirmou Álvaro Almeida.

O presidente da Associação dos Criadores de Alagoas - ACA, Domício Silva falou sobre os projetos da cadeia produtiva da carne e afirmou que é imprescindível investir nos mercados públicos de carne para garantir saúde alimentar. O assunto abatedouro frigorífico é preciso ser tratado com responsabilidade porque o consumidor exige qualificação na produção, no abate e no comércio.

“Estamos vendo áreas anteriormente usadas para cana-de-açúcar, agora destinadas à pecuária de corte, que vem aumentado em quantidade e qualidade. Neste sentido, podemos dizer que da porteira para dentro o produtor faz seu trabalho bem feito, porém, precisamos ter na ponta locais adequados para o abatimento, com segurança alimentar para o consumidor. Da forma como se encontra hoje, vemos com preocupação, já que alguns abatedouros estão fechados sem condições de funcionamento. Daí a importância de novos abatedouros, para que não possamos deixar os produtores sem ter onde abater os animais produzidos, tampouco que sejam abatidos deforma clandestina”, destacou.

Alay Correia, superintendente regional do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento em Alagoas (MAPA), reforçou nossa iniciativa em promover o debate sobre a necessidade de alternar ações para viabilidade dos abatedouros frigoríficos nos municípios, respeitando a legislação federal e garantindo segurança alimentar ao consumidor.

Fundamental e imprescindível o discurso e o comprometimento do diretor presidente da Agência de Defesa e Inspeção Agropecuária de Alagoas (ADEAL), Carlos Mendonça Neto, que atribuiu o vigor da legislação federal ao fechamento dos abatedouros municipais. Afirmou ainda que essa problemática será resolvida com a nova legislação a ser enviada pelo Governo do Estado para aprovação por este Parlamento para regionalização dos abatedouros frigoríficos, a fim de adequarmos os abatedouros à nossa realidade.

“Estamos presentes no intuito de estimular a adequação dos diversos abatedouros frigoríficos dentro do Estado, para que se evite, de maneira drástica, os fechamentos que acontecem por falta de inobservância da legislação. Esperamos que novos abatedouros se regularizem, levando em consideração a qualidade sanitária e a saúde da população”, enfatizou Mendonça.

De acordo com o secretário de Agricultura, Pecuária, Pesca e Aquicultura, Silvio Bulhões, destacou a situação dos abatedouros frigoríficos e reconheceu que o Estado precisa construir mais unidades para atender melhor o consumidor e os marchantes alagoanos.  O Estado está trabalhando no desenvolvimento de projetos para novos abatedouros frigoríficos em polos regionais e a viabilidade de financiamentos para marchantes se adequarem ao processo de comercialização e a garantia de saúde alimentar para o público. “A ideia da regionalização é atender todo o Estado, de modo que nenhum município fique sem cobertura de abatedouros. Além disso, vamos fazer a reforma dos atuais abatedouros, a exemplo do de Delmiro Gouveia e de Santana do Ipanema”, afirmou.

Marchantes, entre outros representantes do setor agrícola e pecuarista do nosso Estado, participaram do momento apresentando as dificuldades por que passam nos municípios, sem a prática devida para o abate de animais, inclusive das diversas denúncias acerca de irregularidades que já são de conhecimento da Defensoria Pública e dos órgãos responsáveis pelo setor, e têm causado sérios prejuízos à parte fraca da cadeia produtiva, quer sejam de ordem econômica ou social em cada região.

Por fim, Inácio Loiola ressaltou que para Alagoas todas as áreas são prioridades, e não seria diferente para a Agricultura e a Pecuária, principais pilares econômicos frente a importância destas atividades em Alagoas.

“Tanto as indústrias quanto os Abatedouros municipais devem seguir a legislação específica de funcionamento e inspeção sanitária, bem como os órgãos públicos quer sejam municipais, estaduais ou federais encontrarem alternativas técnicas para contribuir com o setor do agronegócio. É possível se trabalhar no abate de aves, caprinos e bovinos em uma estrutura mais acessível, e estas soluções práticas podem ser desenvolvidas com a ajuda da Embrapa, Sebrae em uma parceria público-privada fortalecendo as políticas públicas da agropecuária de Alagoas”, informou.

Participaram ainda da sessão os deputados Francisco Tenório (PMN), Ângela Garrote (PP), Fátima Canuto (PRTB), Jó Pereira (MDB), Tarcizo Freire (PP), Davi Maia (DEM), Cibele Moura (PSDB), Marcelo Beltrão (MDB), Cabo Bebeto e Silvio Camelo (PV); prefeitos, secretários estaduais, vereadores, marchantes, entre outros representantes do setor agrícola e pecuarista alagoano.

 

 

Fonte: rotadosertao.com / Com informações de  Yela-Diane / Assessoria

Crédito Foto: Assessoria

Tags: Inácio Loiola, promove, debate ,melhorias , abatedouros , AL
Comentários:
    Seja o primeiro a comentar...

Mais lidas

Por causa de um gato, homem é assassinado pelo vizinho a golpes de facão Bahia 10/01/2013 14:44 Por causa de um gato, homem é assassinado pelo vizinho a golpes de facão A confusão começou porque Linaldo supostamente matou o gato da...
PM evita invasão ao Fórum de Frei Paulo Sergipe 10/05/2010 10:17 PM evita invasão ao Fórum de Frei Paulo Polícia é acionada por juíza para conter invasão ao Fórum...
Contratado para dar experiência à zaga do Santa, Danny Morais quer ser líder no clube Esportes / Pernambuco 03/06/2018 11:16 Contratado para dar experiência à zaga do Santa, Danny Morais quer ser líder no clube Zagueiro destaca papel nos problemas fora das quatro linhas e...
Há oito anos Alagoas perdia o cantor Kara Veia Alagoas 27/03/2012 16:15 Há oito anos Alagoas perdia o cantor Kara Veia Cantor até hoje tem sua canções tocadas em emissoras de...
Novas eleições ocorrem neste domingo em 16 municípios Alagoas 04/08/2013 10:02 Novas eleições ocorrem neste domingo em 16 municípios Neste domingo (7), eleitores de 16 municípios de sete Estados...