Geninho prevê reformulação, mas pontua dificuldade: “Ninguém gosta de trabalhar sem receber” | Rota do Sertão

ESPORTES

Geninho prevê reformulação, mas pontua dificuldade: “Ninguém gosta de trabalhar sem receber”

30/11/2019 11:12 Treinador conta que diretoria já mapeia possíveis reforços no mercado, mas que pode encontrar dificuldade: "Claro que a situação financeira do clube sempre pesa em uma decisão". Geninho prevê reformulação, mas pontua dificuldade: “Ninguém gosta de trabalhar sem receber”

Às vésperas de enfrentar o Coritiba, na partida de despedida da Série B do Campeonato Brasileiro, o Vitória também já pensa na próxima temporada. Com a situação definida na competição, o Rubro-Negro dirige as suas atenções para os jogadores que vão defender a equipe em 2020. Embora ainda não tenha confirmado a permanência no clube, o técnico Geninho participa das reuniões e acredita que o grupo vai passar por uma reformulação.

Em relação ao planejamento, tenho participado das reuniões, tenho omitido minhas opiniões, até porque tenho um acordo com o Vitória, que se estende por mais uns dias. O Vitória, forçosamente, vai passar por alguma reformulação. Tem vários e vários jogadores que o contrato acaba, jogadores que estão cedidos por empréstimos e devem voltar aos seus times. Por exemplo, os dois que não jogam, o Léo foi negociado com o Athletico, e o Lucas é do Atlético-MG, tem que fazer uma renegociação. Wesley é do Palmeiras. Vai passar por uma série de renegociações para que aqueles jogadores que tiveram boa participação, e serão analisados pela comissão técnica, junto com o departamento de futebol profissional e a presidência, para que eles permaneçam.

Geninho conta que a diretoria do Vitória já fez um levantamento de possíveis reforços para a próxima temporada, tanto com jogadores da Série A, mas também da Série A.

- Já foi feito um apanhado muito grande na Série B, de jogadores que mais se destacaram por suas equipes, dentro de suas posições. Foram levantados nomes para quando precisar de lateral, meia, ponta, atacante, buscar jogadores nessas condições. Também mapeamento de Série A, de jogadores que não ficar em suas equipes, que retornam para equipe grande. Tem que ter um pouco de calma. Daqui a pouco tem muita oferta no mercado e tem que saber buscar de maneira acertada.

Contudo, para contar com esses jogadores, o Vitória vai ter que encontrar formas de gerar receita. O clube atravessa grave financeira, e os jogadores estão com meses de salários atrasados. Na última quarta-feira, em forma de protesto, o grupo decidiu não trabalhar no campo.

Claro que passa pela situação financeira do clube, que hoje não é boa. Acho que tudo tem que começar em outra situação. Tem que ver a disponibilidade de investimento do clube para fazer as contratações. Daqui a pouco passa uma expectativa que não vai poder cumprir. Tem que saber o que tem no bolso para saber o que pode gastar. A partir disso, fazer um elenco dentro de suas possibilidades, para não trazer problemas. Não adianta trazer um elenco e não ter cacife para manter, com problemas que vão impedir que esse elenco tenha o rendimento ideal. São coisas que correm em paralelo. O Vitória está se reformulando, se acertando, trabalhando com boas perspectivas de buscar recursos para fazer uma equipe forte. Para começar o ano principalmente fazendo uma boa Copa do Nordeste, e que a Copa do Nordeste sirva de parâmetro para a Série B. Não pode tirar o estadual de parâmetro para a Série B. O time que faz isso se dá mal. O parâmetro na região Norte e Nordeste é a copa do Nordeste, campeonato forte que serve de parâmetro para o que vai se ter pela frente.

"Claro que a situação financeira do clube sempre pesa em uma decisão. Ninguém gosta de trabalhar sem receber. Não só minha permanência, mas a vinda dos jogadores. Os jogadores conversam com todo mundo. Com rede social, ninguém vai para lugar nenhum sem tirar informação. Os jogadores conversam entre si. Se você liga para uma pessoa para tirar informação de um local que você vai trabalhar, e a pessoa diz para não ir que você não recebe, você não vai. Claro que a situação financeira do clube pesa, para uns mais do que para outros. Mas pesa para todo mundo. Todo mundo que trabalha espera receber. Uns levam de maneira melhor, tem condição de esperar um pouco, outros não tem. Cada caso é um caso, mas claro que pesa. O Vitória sabe disso. Vitória não está acomodado", disse.

Por outro lado, Geninho vê a diretoria rubro-negra trabalhando para resolver os problemas financeiros e se apega ao histórico de conquistas do Vitória para convencer os jogadores.

- Paulo [Carneiro] não está acomodado. Ele trabalha dia e noite para resolver isso, correndo atrás de investidor, correndo atrás de maneira para colocar dinheiro aqui. Está tentando sanar, colocar as coisas em ordem, com sacrifícios, auxílio de rubro-negros fortes. Na hora ruim sempre aparece alguma coisa. As coisas estão se encaminhando para uma solução. A gente torce para que esse encaminhamento seja o mais rápido possível. O Vitória é reconhecidamente um clube grande. Sou do eixo Rio-São Paulo. O Vitória é reconhecido como grande equipe. Todo profissional gostaria de trabalhar no Vitória, mas gostaria de trabalhar em um Vitória seguro. O Vitória, há pouco tempo, era atrativo para todo mundo. E não pode perder esse rótulo para continuar atraindo grandes jogadores e voltar a ser o Vitória que disputou títulos, brigou na ponta da tabela. Vitória não é equipe para brigar na Série B. Vitória é time para brigar forte na Série A. A gente sabe das dificuldades que é a Série A. A gente vê um time com investimento fabuloso, como o Cruzeiro, correndo risco de fazer Série B. Futebol não é fácil. Um dos grandes problemas, que está levando o Cruzeiro a de repente ser rebaixado, é problema financeiro. Tudo passa por estabilidade para ter condição de fazer um bom trabalho dentro de campo.

O Vitória de Geninho volta a campo no próximo sábado, quando o Rubro-Negro enfrenta o Coritiba, no Barradão, às 16h30 (horário de Brasília).

 

 

 

Fonte: rotadosertao.com / Com informações do GloboEsporte

Crédito Foto:   Letícia Martins / Divulgação / EC Vitória

Tags: Geninho ,reformulação, dificuldade, trabalhar
Comentários:
    Seja o primeiro a comentar...

Mais lidas

Por causa de um gato, homem é assassinado pelo vizinho a golpes de facão Bahia 10/01/2013 14:44 Por causa de um gato, homem é assassinado pelo vizinho a golpes de facão A confusão começou porque Linaldo supostamente matou o gato da...
PM evita invasão ao Fórum de Frei Paulo Sergipe 10/05/2010 10:17 PM evita invasão ao Fórum de Frei Paulo Polícia é acionada por juíza para conter invasão ao Fórum...
Contratado para dar experiência à zaga do Santa, Danny Morais quer ser líder no clube Esportes / Pernambuco 03/06/2018 11:16 Contratado para dar experiência à zaga do Santa, Danny Morais quer ser líder no clube Zagueiro destaca papel nos problemas fora das quatro linhas e...
Há oito anos Alagoas perdia o cantor Kara Veia Alagoas 27/03/2012 16:15 Há oito anos Alagoas perdia o cantor Kara Veia Cantor até hoje tem sua canções tocadas em emissoras de...
Novas eleições ocorrem neste domingo em 16 municípios Alagoas 04/08/2013 10:02 Novas eleições ocorrem neste domingo em 16 municípios Neste domingo (7), eleitores de 16 municípios de sete Estados...