Turismo: roteiro Lagoas e Mares do Sul | Rota do Sertão

TURISMO

Turismo: roteiro Lagoas e Mares do Sul

12/08/2019 01:21 Região turística com vastos coqueirais, praias paradisíacas e rios é considerada a segunda mais importante de Alagoas. Turismo: roteiro Lagoas e Mares do Sul

Depois de percorrer dois grandes roteiros turísticos alagoanos, o Circuito do Frio com a Região Serrana e os Caminhos do São Francisco, a série de reportagens especiais da Tribuna Independente desembarca na segunda região turística mais importante de Alagoas: Lagoas e Mares do Sul, que definitivamente entrou no cardápio turístico das agências e receptivos, ofertando pacotes para visitas que vão desde o polo gastronômico da Massagueira; com suas praias lagunares e restaurantes; passando pelas badaladas praias do Francês, Barra de São Miguel e Gunga, até chegar ao Pontal do Peba, com suas longas praias e dunas na Foz do Rio São Francisco.

A região Lagoas e Mares do Sul abraça os municípios de Marechal Deodoro; incluindo ai a Ilha de Santa Rita, a maior ilha lacustre do Brasil e o polo da Massagueira, além da praia do Francês; Barra de São Miguel; com o Rio São Miguel; Roteiro; com a praia do Gunga e a comunidade de Ostras da Palatéia; Jequiá da Praia, com as falésias de Jacarecica do Sul, lagoa de Jequiá, Poxim e Dunas de Marapé; Coruripe, com a Lagoa do Pau; Feliz Deserto e Piaçabuçu, com o Pontal do Peba, a APA das tartarugas marinhas e a Comunidade do Pixaim.

É uma região onde a natureza não mediu esforços quando privilegiou esta parte de Alagoas. São vastos coqueirais, praias paradisíacas, lagoas e rios que se encontram com o mar numa imagem de pura magia.

Além da natureza exuberante, a história e a cultura são marcantes no patrimônio histórico, nas tradições populares, na musicalidade, no artesanato e na gastronomia feita de ingredientes extraídos das águas desse espaço tão rico de variedades.

Marechal

Marechal Deodoro, distante 30 km de Maceió, foi a primeira Capital de Alagoas, e seu nome é em homenagem ao filho ilustre que proclamou a Republica do Brasil. A cidade tem um belo acervo arquitetônico encontrados em museus e igrejas datadas nos séculos 16, 17 e 18.

O município tem um potencial natural invejável: a Lagoa Manguaba, entre ilhas e canais, que  se encontram com a Lagoa Mundaú e formam o maior complexo lagunar do país, abrigando muitas ilhas, sendo a mais importante à de Santa Rita,  a maior ilha lacustre do Brasil. A praia do Francês é um cartão-postal, com sua grandiosa estrutura de restaurantes e pousadas para receber visitantes de todos os lugares.

Capricho da natureza nas praias da região em Alagoas

Jequiá da Praia, no Litoral Sul, tem a origem de seu nome de uma palavra indígena que significa “cesto com muitos peixes”. Jequiá da Praia é um recanto ecológico que, até 1998, pertenceu ao Município de São Miguel dos Campos. Possui um grande ecossistema de flora e fauna preservadas, complexo lacustre formado por três rios e sete lagoas – destaque  para as lagoas Azeda, Jacarecica e Jequiá – terceira maior do Brasil, além de várias praias exóticas como Jacarecica do Sul e Barra de Jequiá, que completam o cenário criado pela natureza.

Coruripe também tem seu nome de  origem indígena que significa “no rio dos sapos”. No inicio da colonização, a área era habitada pelos índios Caetés. O município começou a se desenvolver por volta do século 19. Antes, sofreu influências culturais dos portugueses e holandeses, fatos que marcaram a história do município. A Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição, do século 18,  tem um estilo neoclássico. As imagens de São Sebastião, São José, Santo Antonio, Nosso Senhor Glorioso e a Nossa Senhora da Conceição fazem parte do acervo do templo religioso.

A natureza caprichou em Coruripe. O mar exuberante e coqueiros em profusão realçam o lugar. O município tem belas praias, destacando-se Lagoa do Pau, Miaí de Cima, Miaí de Baixo. Cada qual se destaca pela singularidade de suas belezas como é o caso do Pontal de Coruripe, que tem sua marca registrada desde 1948, quando se construiu um farol para orientar as embarcações. O Pontal é um povoado de pescadores que se transformou num atraente destino  turístico.

Em Piaçabuçu um dos maiores atrativos turísticos são as dunas, praias e a visita a Foz do Rio São Francisco. A economia da cidade de Piaçabuçu é voltada ao turismo. Todos que visitam a cidade realizam o famoso passeio à foz do Rio São Francisco, feito em barcos particulares. Dunas de areias claríssimas e várias lagoas de águas mornas compõem a foz do Rio São Francisco. O encontro das suas águas com as do mar ganha uma moldura de dunas douradas, formando um delta com coqueiros e imensas lagoas de águas azuis. Chegando ao encontro do rio com o mar, as embarcações ficam ancoradas por uma hora, tempo estabelecido pelo Ibama para cada visita ao delta.  É possível observar na cidade, a valorização e a preservação da sua natureza: como á área reservada ao cuidado das tartarugas marinhas e das aves migratórias. Piaçabuçu possui duas extensas praias: a praia de Pontal do Peba e a praia do Peba; que se estendem desde a Vila de Pontal do Peba até Pontal da Barra. A cidade possui 40 km de areias contínuas, sendo considerada a mais extensa do estado de Alagoas e, uma das maiores do Brasil.Depois de percorrer dois grandes roteiros turísticos alagoanos, o Circuito do Frio com a Região Serrana e os Caminhos do São Francisco, a série de reportagens especiais da Tribuna Independente desembarca na segunda região turística mais importante de Alagoas: Lagoas e Mares do Sul, que definitivamente entrou no cardápio turístico das agências e receptivos, ofertando pacotes para visitas que vão desde o polo gastronômico da Massagueira; com suas praias lagunares e restaurantes; passando pelas badaladas praias do Francês, Barra de São Miguel e Gunga, até chegar ao Pontal do Peba, com suas longas praias e dunas na Foz do Rio São Francisco.

A região Lagoas e Mares do Sul abraça os municípios de Marechal Deodoro; incluindo ai a Ilha de Santa Rita, a maior ilha lacustre do Brasil e o polo da Massagueira, além da praia do Francês; Barra de São Miguel; com o Rio São Miguel; Roteiro; com a praia do Gunga e a comunidade de Ostras da Palatéia; Jequiá da Praia, com as falésias de Jacarecica do Sul, lagoa de Jequiá, Poxim e Dunas de Marapé; Coruripe, com a Lagoa do Pau; Feliz Deserto e Piaçabuçu, com o Pontal do Peba, a APA das tartarugas marinhas e a Comunidade do Pixaim.

É uma região onde a natureza não mediu esforços quando privilegiou esta parte de Alagoas. São vastos coqueirais, praias paradisíacas, lagoas e rios que se encontram com o mar numa imagem de pura magia.

Além da natureza exuberante, a história e a cultura são marcantes no patrimônio histórico, nas tradições populares, na musicalidade, no artesanato e na gastronomia feita de ingredientes extraídos das águas desse espaço tão rico de variedades.

Marechal

Marechal Deodoro, distante 30 km de Maceió, foi a primeira Capital de Alagoas, e seu nome é em homenagem ao filho ilustre que proclamou a Republica do Brasil. A cidade tem um belo acervo arquitetônico encontrados em museus e igrejas datadas nos séculos 16, 17 e 18.

O município tem um potencial natural invejável: a Lagoa Manguaba, entre ilhas e canais, que  se encontram com a Lagoa Mundaú e formam o maior complexo lagunar do país, abrigando muitas ilhas, sendo a mais importante à de Santa Rita,  a maior ilha lacustre do Brasil. A praia do Francês é um cartão-postal, com sua grandiosa estrutura de restaurantes e pousadas para receber visitantes de todos os lugares.

Capricho da natureza nas praias da região em Alagoas

Jequiá da Praia, no Litoral Sul, tem a origem de seu nome de uma palavra indígena que significa “cesto com muitos peixes”. Jequiá da Praia é um recanto ecológico que, até 1998, pertenceu ao Município de São Miguel dos Campos. Possui um grande ecossistema de flora e fauna preservadas, complexo lacustre formado por três rios e sete lagoas – destaque  para as lagoas Azeda, Jacarecica e Jequiá – terceira maior do Brasil, além de várias praias exóticas como Jacarecica do Sul e Barra de Jequiá, que completam o cenário criado pela natureza.

Coruripe também tem seu nome de  origem indígena que significa “no rio dos sapos”. No inicio da colonização, a área era habitada pelos índios Caetés. O município começou a se desenvolver por volta do século 19. Antes, sofreu influências culturais dos portugueses e holandeses, fatos que marcaram a história do município. A Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição, do século 18,  tem um estilo neoclássico. As imagens de São Sebastião, São José, Santo Antonio, Nosso Senhor Glorioso e a Nossa Senhora da Conceição fazem parte do acervo do templo religioso.

A natureza caprichou em Coruripe. O mar exuberante e coqueiros em profusão realçam o lugar. O município tem belas praias, destacando-se Lagoa do Pau, Miaí de Cima, Miaí de Baixo. Cada qual se destaca pela singularidade de suas belezas como é o caso do Pontal de Coruripe, que tem sua marca registrada desde 1948, quando se construiu um farol para orientar as embarcações. O Pontal é um povoado de pescadores que se transformou num atraente destino  turístico.

Em Piaçabuçu um dos maiores atrativos turísticos são as dunas, praias e a visita a Foz do Rio São Francisco. A economia da cidade de Piaçabuçu é voltada ao turismo. Todos que visitam a cidade realizam o famoso passeio à foz do Rio São Francisco, feito em barcos particulares. Dunas de areias claríssimas e várias lagoas de águas mornas compõem a foz do Rio São Francisco. O encontro das suas águas com as do mar ganha uma moldura de dunas douradas, formando um delta com coqueiros e imensas lagoas de águas azuis. Chegando ao encontro do rio com o mar, as embarcações ficam ancoradas por uma hora, tempo estabelecido pelo Ibama para cada visita ao delta.  É possível observar na cidade, a valorização e a preservação da sua natureza: como á área reservada ao cuidado das tartarugas marinhas e das aves migratórias. Piaçabuçu possui duas extensas praias: a praia de Pontal do Peba e a praia do Peba; que se estendem desde a Vila de Pontal do Peba até Pontal da Barra. A cidade possui 40 km de areias contínuas, sendo considerada a mais extensa do estado de Alagoas e, uma das maiores do Brasil.

 

Fonte: rotadosertao.com/ Com informações Claudio Bulgarelli/ Sucursal Região Norte

Crédito Foto: Divulgação

Tags: Turismo, roteiro, Lagoas, Mares do Sul
Comentários:
    Seja o primeiro a comentar...

Mais lidas

Por causa de um gato, homem é assassinado pelo vizinho a golpes de facão Bahia 10/01/2013 14:44 Por causa de um gato, homem é assassinado pelo vizinho a golpes de facão A confusão começou porque Linaldo supostamente matou o gato da...
PM evita invasão ao Fórum de Frei Paulo Sergipe 10/05/2010 10:17 PM evita invasão ao Fórum de Frei Paulo Polícia é acionada por juíza para conter invasão ao Fórum...
Há oito anos Alagoas perdia o cantor Kara Veia Alagoas 27/03/2012 16:15 Há oito anos Alagoas perdia o cantor Kara Veia Cantor até hoje tem sua canções tocadas em emissoras de...
Contratado para dar experiência à zaga do Santa, Danny Morais quer ser líder no clube Esportes / Pernambuco 03/06/2018 11:16 Contratado para dar experiência à zaga do Santa, Danny Morais quer ser líder no clube Zagueiro destaca papel nos problemas fora das quatro linhas e...
Advogado tenta impedir reportagem que denuncia deputada Thaise Guedes Alagoas / Política 03/02/2018 14:32 Advogado tenta impedir reportagem que denuncia deputada Thaise Guedes EXTRA é ameaçado de processo ao apurar denúncia contra parlamentar.