Assassinatos: investigação mostra como mulheres do PCC agem com extrema violência em AL | Rota do Sertão

NOTÍCIAS

Assassinatos: investigação mostra como mulheres do PCC agem com extrema violência em AL

28/07/2020 15:13 Outro ponto que chamou a atenção é que elas estão executando com extrema violência. Assassinatos: investigação mostra como mulheres do PCC agem com extrema violência em AL

A participação das mulheres dentro do Primeiro Comando da Capital (PCC) em Alagoas chamou atenção das forças policiais que atuaram na Operação Flashback II, deflagrada nesta terça-feira (28). Segundo o major Jatobá, em comparação com a primeira fase - que ocorreu em novembro - houve um aumento de 557% de mulheres alvos da operação. Outro ponto que chamou a atenção é que elas estão executando com extrema violência.

“As lideranças do PCC eram presas e precisavam que as mulheres entrassem no presídio para passar mensagens do lado de fora, ou transportar algo. Com o passar do tempo, isso mudou”, explicou o Major.

Ele disse que o PCC decidiu partir para os presídios femininos e elas começaram a exercer funções iguais aos homens.

“Em novembro, nós tivemos sete alvos femininos. Agora a situação é bem diferente, 40 mulheres foram alvos”, disse.

Durante uma coletiva de imprensa nesta terça-feira, a polícia apresentou áudios que mostravam as mulheres torturando e executando outras. “Eu sendo mulher e tendo autonomia de matar, independente se for homem ou mulher, eu sou PCC… ”, diz uma mulher em um dos áudios.

O promotor de justiça, Hamilton Carneiro explicou que as execuções acontecem dentro da mesma condicionante do grupo masculino.

“O confronto por causa dos grupos rivais e o segundo tipo é o disciplinar, que são os famosos decretos que quando uma pessoa é integrante do grupo e trai. Aí acontecem os famosos tribunais do júri”, explicou.

O delegado Gustavo Henrique disse que a mesma hierarquia que existe no feminino, existe também no masculino. O delegado afirmou que o PCC era composto por integrantes masculinos no passado, mas que as mulheres estão assumindo postos de comando, criando assim dois núcleos. “Um núcleo feminino e masculino. Um não interfere no outro”.

 

 

Fonte: rotadosertao.com / Com informações de Raíssa França

Crédito Foto: Reprodução

Tags: Assassinatos, investigação , mulheres ,PCC ,agem ,extrema ,violência ,AL
Comentários:
    Seja o primeiro a comentar...

Mais lidas

Por causa de um gato, homem é assassinado pelo vizinho a golpes de facão Bahia 10/01/2013 14:44 Por causa de um gato, homem é assassinado pelo vizinho a golpes de facão A confusão começou porque Linaldo supostamente matou o gato da...
PM evita invasão ao Fórum de Frei Paulo Sergipe 10/05/2010 10:17 PM evita invasão ao Fórum de Frei Paulo Polícia é acionada por juíza para conter invasão ao Fórum...
Há oito anos Alagoas perdia o cantor Kara Veia Alagoas 27/03/2012 16:15 Há oito anos Alagoas perdia o cantor Kara Veia Cantor até hoje tem sua canções tocadas em emissoras de...
Contratado para dar experiência à zaga do Santa, Danny Morais quer ser líder no clube Esportes / Pernambuco 03/06/2018 11:16 Contratado para dar experiência à zaga do Santa, Danny Morais quer ser líder no clube Zagueiro destaca papel nos problemas fora das quatro linhas e...
Advogado tenta impedir reportagem que denuncia deputada Thaise Guedes Alagoas / Política 03/02/2018 14:32 Advogado tenta impedir reportagem que denuncia deputada Thaise Guedes EXTRA é ameaçado de processo ao apurar denúncia contra parlamentar.